Textos

Projeto de inclusão digital e formação continuada em informática educativa  na rede municipal de ensino de Passo Fundo

A experiência de Inclusão Digital no município de Passo Fundo tem sido inovadora, à medida que a Secretaria investe em qualificação e comprometimento com a informática na educativa. Por acreditar que os computadores são instrumentos a ser utilizados pelas escolas, como ferramenta pedagógica a serviço do professor e do aluno e que abrange diferentes as áreas do conhecimento. Dessa forma, o grande desafio da prefeitura municipal é dar continuidade ao Projeto de Inclusão digital, que teve início em 2002, quando quatro escolas receberam laboratórios de informática. Com o apoio do MEC/PROINFO e do MCT foi possível a continuidade e ampliação do projeto, pois além de treze escolas que receberam laboratórios de informática via Ministério das Ciências e Tecnologias – MCT, mais 35 (trinta e cinco) escolas receberam laboratórios de informática conforme informações disponíveis no SIGETEC – Sistema de Gestão Tecnológica do PROINFO, além de outras 13 (treze) via projeto enviando para o Ministério da Ciência e Tecnologia – MCT e também contará com um Núcleo de Tecnologia Educacional Municipal. O uso das tecnologias no ensino é importante para a formação integral do educando, uma vez que vivemos imersos numa sociedade que sofre um processo acelerado de informatização. Nesse sentido, o papel da escola enquanto instituição responsável pela educação das novas gerações é a de realizar ações para efetivar o uso desses recursos. Acredita-se que o trabalho escolar com uso de recursos tecnológicos, precisa contemplar atividades realizadas individual e coletivamente, possibilitando a participação e aprofundamento dos conhecimentos adquiridos, para o desenvolvimento de habilidades e competências ao explorar recursos tecnológicos, bem como compreender as possibilidades pedagógicas dos softwares disponíveis e assim exercer o papel de professor multiplicador desse processo de inclusão digital. O esforço coletivo para vencer obstáculos e construir mecanismos de articulação entre as tecnologias e o processo educacional são atos significativos com vistas a obter ganhos efetivos no processo ensino-aprendizagem, pois a escola é o ambiente que apesar das dificuldades enfrentadas, abarca um número considerável de informações culturais e apresenta um campo fértil para aprendizagens e interações, o que vem acordar com Valente (1998) quando afirma que “o uso da informática em educação não significa a soma de informática e educação, mas a integração dessas duas áreas” ( p. 3). O advento da informatização nas escolas perpassa pelo caminho da construção de novas propostas pedagógicas que os educadores precisam elaborar de forma a contextualizar os conteúdos programáticos e propiciar ao educando a construção do conhecimento interdisciplinar.

Marinez Siveris

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s